pálido colosso (2007)

espetáculo em repertório

Pálido colosso fecha outro ciclo em nosso trabalho de investigação, materializado no projeto Por que a esquerda se endireita – um estudo da alma brasileira contemporânea, também graças ao Programa de fomento. Pálido cabaré degenerado de acontecimentos recentes da história político-cultural do país, desconstruídos e remontados sob a ótica de nossas experiências pessoais. Livre-repensando trajetórias. Nunca igualitário ou justo, nosso é o sistema que vitima mesmo as melhores intenções, nosso o país que ainda – e sempre? – quase é.

Ficha técnica – 2017

  • Em cena: Fernanda Haucke, Fernanda Rapisarda, Flávio Pires, Guto Togniazzolo, Pedro Pires e Vera Lamy
  • Textos: Companhia do feijão
  • Direção, dramaturgia e iluminação: Pedro Pires e Zernesto Pessoa
  • Direção musical: Dagoberto Feliz e Flávio Pires
  • Cenário: Petronio Nascimento e Pedro Pires
  • Figurinos: Carol Badra e Guto Toniazzolo
  • Duração: 90′

Pálido colosso, nosso oitavo espetáculo, estreou em outubro de 2007 na Companhia do Feijão, em São Paulo, com Fernanda Haucke, Fernanda Rapisarda, Flávio Pires, Guto Togniazzolo, Petronio Nascimento e Vera Lamy no elenco; direção musical de Dagoberto Feliz e Flávio Pires; cenografia de Petronio Nascimento; figurinos de Carol Badra e Guto Togniazzolo e direção, dramaturgia e iluminação de Pedro Pires e Zernesto Pessoa.

Salvar