nonada (2006)

  • Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz                                                                espetáculo em repertório

Nonada nasce de nosso segundo projeto dentro do Programa de fomento: Um lugar chamado Brasil – sua história através do estudo das almas de suas personagens. Alma: espaço interno do homem brasileiro, desejos em luta com as condições sociais, econômicas e políticas de seu meio. Entrelaçados aqui, personagens e histórias inspirados em Machado de Assis, Mário de Andrade e Clarice Lispector. Na soma deles, nosso conflito fundamental: o processo de modernização conservadora que gerou nossa difusa identidade.

Ficha técnica – 2016

  • Em cena: Fernanda Haucke, Fernanda Rapisarda, Flávio Pires, Guto Togniazzolo, Pedro Pires e Vera Lamy
  • Direção e dramaturgia: Pedro Pires e Zernesto Pessoa
  • Direção musical: Julio Maluf
  • Cenografia: Petronio Nascimento
  • Figurinos: Carol Badra
  • Iluminação: Eric Nowinski e Zernesto Pessoa
  • Música original: Flávio Pires, Julio Maluf, Pedro Pires, Vera Lamy e Walter Garcia
  • Assistência de direção musical: Flávio Pires
  • Duração: 65’

Nonada é o nosso sétimo espetáculo e estreou em julho de 2006 na Companhia do Feijão, em São Paulo, com Eric Nowinski, Fernanda Haucke, Fernanda Rapisarda, Flávio Pires, Guto Togniazzolo e Vera Lamy no elenco; direção musical de Julio Maluf; música original de Flávio Pires, Julio Maluf, Pedro Pires, Vera Lamy e Walter Garcia; cenografia de Petronio Nascimento; figurinos de Carol Badra; iluminação de Eric Nowinski e Ricardo Silva e direção e dramaturgia de Pedro Pires e Zernesto Pessoa.