PÁLIDO COLOSSO reestreia na MOSTRA 15 + 1

Dentro do projeto em curso pelo Programa Municipal de Fomento ao Teatro – Pensar o impensável, querer o impossível –, a Companhia do Feijão prossegue com a Mostra 15 + 1, trazendo no dia 27 de setembro (sábado) a reestreia de Pálido colosso, em curta temporada.

PÁLIDO COLOSSO

pálido colosso - foto de dênis arrepolInspirado em acontecimentos da história política recente do país e em experiências pessoais de seus criadores, Pálido colosso propõe um repensar sobre as escolhas feitas por cada um de nós no decorrer dessa história. Numa espécie de cabaré “degenerado” uma sucessão de quadros em gêneros diversos relembra fatos da ditadura aos dias de hoje.

Ao mesmo tempo em que a história política do país é abordada em esfera abrangente, memórias pessoais de cada um dos integrantes da companhia pontuam o espetáculo, apontando sempre para a alienação proporcionada pelo sistema e para a perda da inocência no decorrer de todo o processo político brasileiro desde os anos 60.

Pálido colosso estreou em 2007 como resultado do projeto de pesquisa Por que a esquerda se endireita – um estudo da alma brasileira contemporânea.

Os experimentos cênicos foram basicamente divididos em três frentes: memória pessoal dos atores, releitura de textos teatrais representativos das últimas cinco décadas de nossa história e um diversificado conjunto de materiais que inclui conteúdos jornalísticos, obras literárias e musicais, além de ensaios sobre a realidade brasileira contemporânea, sempre dentro de uma abordagem que se poderia chamar de “desconstrutiva”.

  • Com: Fernanda Haucke, Fernanda Rapisarda, Flávio Pires, Guto Togniazzolo, Pedro Pires e Vera Lamy
  • Textos: Companhia do Feijão
  • Direção e Dramaturgia: Pedro Pires e Zernesto Pessoa
  • Direção Musical: Dagoberto Feliz e Flávio Pires
  • Cenário e Ambientação: Petronio Nascimento
  • Iluminação: Pedro Pires e Zernesto Pessoa
  • Figurinos e Maquiagem: Carol Badra e Guto Togniazzolo
  • Adereços: Guto Togniazzolo
  • Produtor executivo e contrarregragem: Paulo Reis
  • Classificação etária: 12 anos
  • Duração: 100’
  • Temporada: 27 de setembro a 3 de novembro de 2014
  • Dias e horários: sábados, domingos e segundas às 20h
  • Ingressos: gratuitos – distribuição por ordem de chegada diretamente na bilheteria, aberta uma hora antes das apresentaçõe (19h)
  • Local: Companhia do Feijão – R. Dr. Teodoro Baima 68 – República – (11) 3259.9086

Trechos de críticas

“…Pálido Colosso nos faz rir das próprias tragédias.” (Ana Luisa Vieira / Carta Capital)

“Há temas e subtemas interessantíssimos em Pálido Colosso. (…) …não há dúvida de que este trabalho espelha uma vocação genuína para a investigação dos dilemas contemporâneos.” (Mariangela Alves de Lima / O Estado de S.Paulo)

“Cada olho voltado para o palco (…) mostra um brilho particular de quem viveu, de alguma maneira, aquela história. São olhares de quem concorda e de quem discorda, de quem viveu e de quem leu nos livros do colégio, de quem agiu exatamente da mesma maneira que o personagem e de quem batia nas pessoas que agiam daquela maneira… tudo, menos olhar de espectador puro e indiferente.” (Juliene Codognotto / Revista Bacante)

Esta entrada foi publicada em Espetáculos e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.