REIS DE FUMAÇA em comunidades quilombolas paulistas

Nosso espetáculo Reis de Fumaça, que completa 10 anos em 2014, será apresentado em julho em comunidades e municípios do Vale do Ribeira, em projeto de circulação pelo ProAC. As comunidades visitadas são em sua maioria quilombolas e estão localizadas nos municípios de Eldorado e Iporanga: André Lopes, Barra do Batatal, Castelhanos, Galvão, Ivaporunduva, Pedro Cubas, Pedro Cubas de Cima, Piririca, Poça, Sapatu, São Pedro e Bairro da Serra.

PROGRAMAÇÃO APRESENTAÇÕES – julho 2014

  • DIA                             LOCAL                                                          HORÁRIO
  • 2 – quarta-feira         ELDORADO                                                         19h
  • 3 – quinta-feira          PIRIRICA                                                            19h
  • 4 – sexta-feira            POÇA                                                                    19h
  • 5 – sábado                   IVAPORUNDUVA                                              19h
  • 6 – domingo                CASTELHANOS                                                  10h
  • 7 – segunda-feira       GALVÃO                                                              19h
  • 9 – quarta-feira          SÃO PEDRO                                                        19h
  • 11 – sexta-feira          IPORANGA                                                          19h
  • 12 – sábado                 BAIRRO DA SERRA                                           19h
  • 14 – segunda-feira     ANDRÉ LOPES                                                    19h
  • 15 – terça-feira          PEDRO CUBAS / PEDRO CUBAS DE CIMA   19h
  • 16 – quarta-feira       SAPATU                                                                19h
  • 17 – quinta-feira        BARRA DO BATATAL                                        19h

reis de fumaça no Vale do Ribeira

 

Posted in Espetáculos | Tagged , | Leave a comment

A Copa vista da cozinha – leituras no Feijão

Parte do trabalho desenvolvido no projeto Pensar o impensável, querer o impossível, o Núcleo A Copa vista da cozinha, com coordenação de Pedro Pires, apresenta em junho a leitura dos textos produzidos pelo grupo sobre o tema.

O núcleo

Grupo livre de autores que tem como tema a Copa do Mundo a partir de um ponto de vista diferente. Desvinculado, ou ainda em contraponto, às grandes ações da Copa como um grande negócio internacional, ou ainda, brasilianamente falando, como um grande negócio público-privado, este grupo produziu textos em gêneros diversos que serão apresentados numa programação especial na sede da companhia durante a Copa do Mundo. As leituras serão realizadas pelo núcleo artístico da companhia e atores convidados.

Textos/autores do projeto: Seis vezes nada/Fernanda Campos, Oportunidade única/Flávio Goldman, São só mais dois minutos e meio/Franz Kepler, Bolão/Mário Viana, Dora/Pedro Bento, Futebol parece muito com a vida/Rafael Augusto, Copacabana/Raul Neto e Caso Contado/Zernesto Pessoa.

  • quando: 16 de junho às 20h
  • quanto: grátis
  • onde: Companhia do Feijão – R. Dr. Teodoro Baima 68 – República – (11) 3259.9086
Posted in Encontros abertos, Grupos de estudo | Leave a comment

Encontros com Leonencio Nossa

Como parte das atividades de nosso Núcleo Bico do Papagaio, que investiga a Guerrilha do Araguaia e guerras desconhecidas brasileiras, recebemos em maio para dois encontros abertos ao público o premiado jornalista e escritor Leonencio Nossa, reconhecido por suas pesquisas e reportagens sobre conflitos bélicos nacionais.

  • Encontro Guerrilha do Araguaia
  • quando: 16 de maio, sexta, às 19h
  • onde: Companhia do Feijão – R. Dr. Teodoro Baima 68 – República
  • Encontro Guerras desconhecidas do Brasil do século XX
  • quando: 18 de maio, domingo, às 15h
  • onde: Instituto de Artes da UNESP – sala 411 – Rua Dr. Bento Teobaldo Ferraz 271 – Barra Funda
Posted in Encontros abertos, Grupos de estudo | Leave a comment

SR. JOÃO com – UM ESPETÁCULO ABSOLUTO no Feijão

A trupe de artistas portugueses sr. joão traz a nosso espaço sua mais recente criação:um espetáculo absoluto, sobre um sonho que extingue os que o sonham, e onde o conflito das personagens está na relação entre a inércia da paz interior do espectador com a sua nata capacidade de esquecer tudo o que vê e ouve.

um espetáculo absoluto

  • criação e Interpretação: Óscar Silva, Pedro Barreiro, Ricardo Silva e Silvana Ivaldi
  • quando: sábados às 21h30 e domingos às 20h30 – até 1º de junho
  • quanto: R$ 20 e R$ 10
  • onde: Companhia do Feijão
  • informações e reservas: (11) 9.6757.6092

um espetáculo absoluto Sr.Joãoum espetáculo absoluto Sr.joão_2

Posted in Espetáculos | Leave a comment

DA INSPIRAÇÃO À TRANSPIRAÇÃO – encontro com Pedro Pires

Encontro livre que acontece na sede da companhia no dia 7 de abril, Da inspiração à transpiração traz à discussão dois textos de Mário de Andrade – O artista e o artesão e Atualidade de Chopin. Com condução de Pedro Pires, serão buscadas pontes entre as questões estéticas e éticas discutidas pelo autor e pensador brasileiro e o Ofício do Ator. A atividade faz parte do núcleo De mim já nem se lembra – os bons exemplos concretos, coordenado por Pedro Pires (ver post abaixo para mais informações sobre os núcleos).

  • quando: 7 de abril, segunda, às 19h30
  • onde: Companhia do Feijão – R. Dr. Teodoro Baima 68 – República
Posted in Encontros abertos, Grupos de estudo | Leave a comment

Mostra Direitos Humanos – 24 a 30 de março

Mostra Direitos Humanos

Posted in Geral | Leave a comment

NÚCLEOS TEMÁTICOS 2014 – novo projeto em andamento

Dentro do novo projeto artístico da companhia contemplado pelo Programa de Fomento – Pensar o impensável, querer o impossível -, apresentamos as linhas gerais de nossos 7 novos núcleos temáticos de estudos e trabalhos práticos, já iniciados. Todos os núcleos deste novo projeto preveem atividades complementares como oficinas, grupos de estudos, encontros livres, palestras, leituras, exibições de filmes e mostras cênicas, a serem divulgadas neste espaço. Veja a seguir:

 1: Núcleo A Copa vista da cozinha – projeto relâmpago

coordenação de Pedro Pires

Grupo Livre de autores que tem como tema a Copa do Mundo a partir de um ponto de vista diferente. Desvinculado, ou ainda em contraponto, às grandes ações da Copa como um grande negócio Internacional, ou ainda, brasilianamente falando, como um grande negócio público-privado, este grupo produz textos (nos formatos de contos, crônicas e cenas teatrais) que serão apresentados numa programação especial na sede da companhia durante a Copa do Mundo (junho de 2014). Para participar basta se inscrever pelo e-mail abaixo, enviar textos, participar das leituras e discussões virtuais do grupo e entrar na agenda dos encontros presenciais (a serem agendados).

2: Núcleo De mim já nem se lembra – Os bons exemplos concretos

coordenação de Pedro Pires

Trabalhos dramatúrgicos e de construção cênica baseado na obra De mim já nem se lembra, de Luiz Ruffato, e nas obras e biografias de Patrícia Galvão (Pagu) e Maurício Tragtenberg, colocando o trabalhador em foco e as ideias e as pessoas que estiveram e se posicionaram do seu lado – os bons exemplos que nos foram legados. Este núcleo é integrado por atores e dramaturgos.

3: Núcleo Bico do Papagaio

coordenação de Fernanda Haucke

Estudos e experimentos cênicos a partir de histórias obscuras ou fatos nebulosos da história nacional, tendo como base duas frentes de pesquisa: Guerrilha do Araguaia e Guerras desconhecidas do Brasil do século XX. O núcleo trabalha com as linguagens não verbal e narrativa, estabelecendo também parcerias com outros artistas e coletivos envolvidos em pesquisas semelhantes.

  • encontros: frente Araguaia: terças-feiras das 18h às 22h                                                                    frente Guerras desconhecidas: quintas-feiras das 15h às 19h
  • contato: guerrilha@companhiadofeijao.com.br

4: Núcleo A conta do vigário

coordenação de Zernesto Pessoa

Estudos teóricos e práticos a partir do dinheiro como ficção social, desde a moeda e a posse em si até questões específicas, como a da dívida externa brasileira. Núcleo formado por atores e dramaturgos em busca de uma dramaturgia autônoma.

 5: Núcleo E o palhaço… Pode ser?

coordenação de Guto Togniazzolo e Flávio Pires

Exploração das possibilidades das linguagens do palhaço e circense quando inseridas no âmbito épico, a partir de um estudo da sucessão de movimentos artísticos voltado à concepção de movimento e evolução, a transgressão e o politicamente incorreto. Núcleo interno à companhia, com oficinas abertas a interessados.

6: Núcleo Lopes Chaves 546 – correspondências e poemas

coordenação: Vera Lamy / ator convidado: Rodrigo Mercadante

Estudos e construções cênicas a partir de poemas e correspondências de Mário de Andrade: forma e significação da palavra em paralelo com o estudo físico e técnico na elaboração cênica do poeta que diz o poema. Temas: o poeta e a cidade, o nacionalismo e a grandeza épica. Núcleo igualmente interno à companhia, com oficinas abertas a interessados.

7: Núcleo Ditirambos Brasileiros

coordenação: Flávio Pires

Grupo formado exclusivamente por nosso núcleo artístico, para o prosseguimento de investigações musicais e revisitação do repertório musical de nossos espetáculos, tendo como foco o aprimoramento técnico de execução e criações cênico-musicais.

Posted in Atividades de formação, Encontros abertos | Leave a comment

ARMADILHAS BRASILEIRAS reestreia em São Paulo

ARMADILHAS Brasileiras

Após circulação por seis capitais brasileiras, reestreia na sede da companhia em São Paulo o espetáculo Armadilhas Brasileiras, em temporada gratuita incluída em novo projeto contemplado pelo Programa de Fomento ao Teatro. Veja no post abaixo um resumo das principais atividades do projeto.

ARMADILHAS BRASILEIRAS

Sinopse – Artistas de um grupo de teatro estão em processo de criação de uma peça sobre a crise econômica mundial de 1929 e suas consequências para os trabalhadores brasileiros. Durante o ensaio, porém, surge entre os atores (que também são os autores da peça) um conflito sobre os rumos da história, com questionamentos antagônicos sobre conteúdos e formas de representação. O acirramento deste embate de opiniões leva a um “golpe cênico”, que muda a história que vinha sendo contada e traz ao foco da discussão o próprio fazer artístico.

  • Elenco: Fernanda Haucke, Fernanda Rapisarda, Flávio Pires, Guto Togniazzolo e Vera Lamy
  • Argumento e Direção: Pedro Pires
  • Dramaturgia: Pedro Pires e Zernesto Pessoa
  • Cenário: Fernanda Aloi e Pedro Pires
  • Figurinos: Daniel Infantini e Guto Togniazzolo
  • Direção musical: Flávio Pires e Lucas Vasconcelos
  • Músicas: núcleo artístico da companhia e Lucas Vasconcelos
  • Iluminação: Pedro Pires e Zernesto Pessoa
  • Criação em vídeo: Leandro Goddinho
  • Fotos: José Romero
  • Projeto gráfico: Ieltxu Martínez Ortueta
  • Produção e assistência geral: Paulo Reis
  • Colaboração artística: Brava Companhia, Cia. Antropofágica, Denise Namura, Engenho Teatral, Francisco Zmekhol Nascimento de Oliveira, José Antônio Pasta Jr., Luiz Ruffato, Michael Bugdahn, Nuno Ramos, Sérgio de Carvalho e Walter Garcia
  •  Local: Companhia do Feijão
  • Temporada: 18 de janeiro a 17 de março de 2014 – em 24 de fevereiro não haverá espetáculo devido à interdição da Rua Teodoro Baima para a apresentação da Banda Redonda
  • Horários: sábados às 21h, domingos e segundas às 20h
  • Ingressos: grátis – distribuição por ordem de chegada, sem possibilidade de reserva – bilheteria aberta uma hora antes das apresentações
  • Classificação etária: 14 anos
  • Duração: 120 minutos
  • Capacidade: 50 lugares
  • Endereço: – R. Dr. Teodoro Baima 68 – República
  • Telefone: (11) 3259-9086
Posted in Armadilhas brasileiras, Espetáculos | Leave a comment

Núcleos temáticos abertos – novo projeto de pesquisa

Dentro de novo projeto artístico contemplado pelo Programa de Fomento – Pensar o impensável, querer o impossível -, a Companhia do Feijão apresenta abaixo as linhas gerais de seus sete novos núcleos temáticos de estudos e trabalhos práticos, iniciados em novembro de 2013. A partir de fevereiro de 2014, cinco deles receberão inscrições públicas (descrições abaixo). Grades e conteúdos encontram-se em fase final de definição.

Para mais informações escreva para nucleos@companhiadofeijao.com.br, expondo sucintamente sua motivação. Em breve serão divulgados os endereços específicos para as inscrições.

Núcleos com inscrições públicas a serem divulgadas em fevereiro 2014

1 – Núcleo A Copa vista da cozinha – projeto relâmpago – coordenação de Pedro Pires

Grupo livre de autores (com tempos diversos de experiência na escritura e em diversos gêneros – conto, crônica, pequenas peças de teatro, poesia), a ser formado com o objetivo de abordar a Copa do Mundo sob outros pontos de vista.  Estudos cênicos destas criações serão realizados e apresentados pelos atores da companhia e dos grupos de estudo (ver a seguir) às vésperas da copa.

2 - Núcleo De mim já nem se lembra – Os bons exemplos concretoscoordenação de Pedro Pires

Trabalhos dramatúrgicos e de construção cênica baseado na obra De mim já nem se lembra, de Luiz Ruffato, e nas obras e biografias de Patrícia Galvão (Pagu) e Maurício Tragtenberg, colocando o trabalhador em foco e as ideias e as pessoas que estiveram e se posicionaram do seu lado – os bons exemplos que nos foram legados.

Já iniciado internamente, este núcleo prevê o trabalho integrado de atores e dramaturgos, cujos grupos serão formados no início de 2014, através de seleção pública a ser divulgada.

3 - Núcleo Bico do Papagaiocoordenação de Fernanda Haucke

Estudos e experimentos cênicos a partir de histórias obscuras ou fatos nebulosos da história nacional, tendo como base as guerras esquecidas do Brasil.

O levantamento inicial inclui vasto e controverso material sobre a Guerrilha do Araguaia, a partir do estudo de Mata! – O Major Curió e as guerrilhas no Araguaia, de Leonencio Nossa, Xambioá, Guerrilha no Araguaia, de Pedro Correa Cabral, Guerrilha do Araguaia, a esquerda em armas, de Romualdo Pessoa, Guerrilha do Araguaia, relato de um combatente, de Licio Maciel e Operação Araguaia: os arquivos secretos da guerrilha, de Eumano Silva; além disso, o estudo dos documentários: Araguaia, campo sagrado, de Evandro Medeiros, Araguaya – conspiração do silêncio, de Ronaldo Duque; Osvaldão, o filme, de Ana Petta e Camponeses do Araguaia – a guerrilha vista de dentro, de Vandré Fernandes; também o acompanhamento dos trabalhos da Comissão da Verdade (Grupo de Trabalho Guerrilha do Araguaia) e o estabelecimento de parcerias com outros artistas e coletivos também envolvidos em pesquisas semelhantes.

4 - Núcleo A conta do vigáriocoordenação de Zernesto Pessoa

Estudos teóricos e práticos a partir do dinheiro como ficção social, desde a moeda e a posse em si até questões maiores, como a da dívida externa brasileira.

A pesquisa já iniciada internamente visa a uma base teórica para a criação em 2014 de um grupo de atores e dramaturgos, através de seleção pública a ser divulgada, que desenvolvam através da escrita e da experimentação cênica uma dramaturgia autônoma. O levantamento inicial inclui o estudo das obras Manuscritos econômico-filosóficos e Miséria da Filosofia, de Karl Marx, Filosofia da Miséria, de Proudhon, e Um deus chamado dinheiro, de Aristófanes.

5 - Núcleo E o palhaço… Pode ser?coordenação de Flávio Pires e Guto Togniazzolo

Exploração das possibilidades das linguagens do palhaço e circense quando inseridas no âmbito épico.

O trabalho inicial deste núcleo é apenas interno, a partir de um estudo da sucessão de movimentos artísticos voltado à concepção de movimento e evolução, a transgressão e o politicamente incorreto. Entre os autores de referência estão Timochenco Wehbi, Blake Edwards, Os Trapalhões e Fellini.

Núcleos internos à companhia

1 - Núcleo Lopes Chaves 546 – correspondências e poemas -coordenação de Vera Lamy – núcleo interno à companhia

Estudos e construções cênicas a partir de poemas e correspondências de Mário de Andrade a escritores de sua época.

Nesta etapa do projeto estão sendo pesquisadas as cartas trocadas por Mário de Andrade com Manuel Bandeira e Carlos Drummond de Andrade, além das obras Há uma gota de sangue em cada poema e o poema A meditação sobre o Tietê, de Mário de Andrade, Pau Brasil, de Oswald de Andrade e Estrela da vida inteira, de Manuel Bandeira.

2 - Núcleo Ditirambos Brasileiroscoordenação de Flávio Pires

Prosseguimento das investigações musicais da companhia, já em andamento, com encontros práticos semanais do núcleo artístico. No momento o trabalho é o de revisitar o repertório musical dos espetáculos da companhia, tendo como foco o aprimoramento técnico de execução e a escolha de algumas destas obras para recriações e/ou rearranjos musicais ou cênico-musicais.

ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Todos os núcleos deste novo projeto preveem atividades complementares como oficinas, grupos de estudos, encontros livres, palestras, leituras, exibições de filmes e mostras cênicas, ainda a serem agendadas e divulgadas neste espaço. Acompanhe.

Posted in Grupos de estudo | Tagged , , | Leave a comment

ARMADILHAS BRASILEIRAS no Rio de Janeiro – RJ

Armadilhas brasileiras no RIOTemporada no Rio de Janeiro encerra a fase final de circulação nacional do projeto ARMADILHAS BRASILEIRAS, com dois espetáculos e atividades complementares. A programação, inteiramente gratuita, acontece integralmente no Teatro Municipal Maria Clara Machado (Planetário). Veja abaixo a agenda completa.

Espetáculo MIRE VEJALivre adaptação das micro-histórias urbanas de brasileiros anônimos contadas por Luiz Ruffato no premiado livro eles eram muitos cavalos. O espetáculo celebra 10 anos em 2013. 1º a 10 de novembro, sextas e sábados às 21h e domingos às 20h.

Espetáculo ARMADILHAS BRASILEIRASResultado de um longo processo de investigação sobre o fazer artístico, traz à cena experiências vividas por um grupo de teatro em processo de criação, com questionamentos sobre conteúdos e formas de representação. 15 a 24 de novembro, sextas e sábados às 21h e domingos às 20h.

Oficina de criação teatral (*)Compartilhamento do trabalho contínuo da companhia sobre o desenvolvimento de técnicas criativas para o trabalho do ator. Carga horária de 9 horas divididas em três dias. 18 a 20 de novembro, segunda a quarta das 10 às 13h. – Lista final de participantes AQUI

Laboratório de vivência literária (*)Conduzido pelo escritor Luiz Ruffato, compreende reflexões sobre a criação de textos, discussão conjunta e reescrita. Carga horária de 6 horas em dia único. 19 de novembro, terça das 14h às 21h. – Lista final de participantes AQUI

Documentário: Armadilhas Brasileiras – Companhia do Feijão 15 anos – Exibição seguida de debate. O documentário também servirá como apoio pedagógico nas oficinas de criação teatral. 20 de novembro, quarta às 12h.

(*) inscrições encerradas

ENDEREÇO no RIO

  • Teatro Municipal Maria Clara Machado (Planetário) – Av. Padre Leonel Franca 240 – Gávea – (21) 2274.7722

Apoios no Rio: Teatro Municipal Maria Clara Machado / Projeto Ágora e Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro / Secretaria Municipal de Cultura

Posted in Apresentações artísticas, Armadilhas brasileiras, Atividades de formação, Espetáculos | Tagged , , | Leave a comment