NONADA abre MOSTRA 15 + 1 no Feijão

Nonada - foto José Romero (22)_bxDentro do projeto em curso pelo Programa Municipal de Fomento ao Teatro – Pensar o impensável, querer o impossível –, a Companhia do Feijão traz à sua sede no segundo semestre uma mostra gratuita de dois espetáculos de seu repertório: Nonada e Pálido colosso.

A mostra, intitulada 15 + 1, em alusão ao 16º aniversário da companhia, tem, para além da intenção comemorativa, o objetivo de revisitar dois trabalhos anteriores que contribuem diretamente como alicerce para as questões desenvolvidas no projeto atual.

Além dos espetáculos, serão programados encontros, seminários e apresentações musicais durante as temporadas, a serem divulgados neste espaço.

NONADA – 9 de agosto a 15 de setembro de 2014

Fora de um tempo ou lugar, Nonada conta como o dono de uma espécie de circo do mundo dos mortos manipula um personagem desmemoriado, levando-o a descobrir sua trágica origem – na época da escravidão. A revelação surge de um perverso jogo de gato e rato por uma labiríntica trajetória de encontros com personagens de várias outras épocas posteriores, mas que ainda trazem, marcados em seus comportamentos, as heranças, os vícios sociais de relação daquele período. Concebido a partir das “memórias” destes personagens inspirados em Machado de Assis, Mário de Andrade e Clarice Lispector, o espetáculo foi criado tendo como referência os processos de “modernização conservadora” e da “sociedade do favor” como geradores de uma possível identidade brasileira (onde os limites entre o eu e o outro se confundem gerando relações passionais e perversas).

Nonada estreou em 2006 a partir da pesquisa Um lugar chamado Brasil – sua história a partir das almas de suas personagens. Para a composição do espetáculo foram realizados estudos cênicos de obras e autores literários representativos de diferentes períodos históricos brasileiros a partir de dois princípios que tem norteado as criações da companhia: intersecção entre os estudos históricos sobre a formação de nossa sociedade – e seus indivíduos – e as obras literárias que os interpretam artisticamente; e o desenvolvimento de técnicas narrativas como base do trabalho criativo do ator.

Ficha técnica

  • Elenco: Fernanda Haucke, Fernanda Rapisarda, Flávio Pires, Guto Togniazzolo, Pedro Pires e Vera Lamy
  • Direção e Dramaturgia: Pedro Pires e Zernesto Pessoa
  • Direção musical: Julio Maluf e Flávio Pires
  • Cenografia: Petronio Nascimento
  • Figurinos: Carol Badra
  • Iluminação: Eric Nowinski e Zernesto Pessoa
  • Música original: Flávio Pires, Julio Maluf, Pedro Pires, Vera Lamy e Walter Garcia
  • Produção executiva: Paulo Reis
  • Classificação etária: 12 anos
  • Duração: 65’
  • Temporada: 9 de agosto a 15 de setembro de 2014
  • Dias e horários: sábados, domingos e segundas às 20h
  • Ingressos: gratuitos – distribuição por ordem de chegada diretamente na bilheteria, aberta uma hora antes das apresentaçõe (19h)
  • Local: Companhia do Feijão – R. Dr. Teodoro Baima 68 – República – (11) 3259.9086

Trechos de críticas

“A Companhia do Feijão vem criando trabalhos que estão entre os mais importantes na cena paulistana dos últimos anos.” (Kil Abreu / Revista Bravo!)

“Do cordão umbilical à corda no pescoço, a talentosa Companhia do Feijão fabula a tragédia brasileira.” (Valmir Santos / Folha de S.Paulo)

“[A Companhia do Feijão] em poucos anos adquiriu prestígio e cativou espectadores. … [Nonada é] inovação melancólica, quase desesperada, da trivialidade do sofrimento.” (Mariangela Alves de Lima / O Estado de S.Paulo)

Posted in Espetáculos | Tagged , | Leave a comment

ARMADILHAS BRASILEIRAS no Engenho Teatral

armadilhas brasileiras no engenho teatral

Posted in Armadilhas brasileiras, Espetáculos | Tagged , , | Leave a comment

REIS DE FUMAÇA em comunidades quilombolas paulistas

Nosso espetáculo Reis de Fumaça, que completa 10 anos em 2014, será apresentado em julho em comunidades e municípios do Vale do Ribeira, em projeto de circulação pelo ProAC. As comunidades visitadas são em sua maioria quilombolas e estão localizadas nos municípios de Eldorado e Iporanga: André Lopes, Barra do Batatal, Castelhanos, Galvão, Ivaporunduva, Pedro Cubas, Pedro Cubas de Cima, Piririca, Poça, Sapatu, São Pedro e Bairro da Serra.

PROGRAMAÇÃO APRESENTAÇÕES – julho 2014

  • DIA                             LOCAL                                                          HORÁRIO
  • 2 – quarta-feira         ELDORADO                                                         19h
  • 3 – quinta-feira          PIRIRICA                                                            19h
  • 4 – sexta-feira            POÇA                                                                    19h
  • 5 – sábado                   IVAPORUNDUVA                                              19h
  • 6 – domingo                CASTELHANOS                                                  10h
  • 7 – segunda-feira       GALVÃO                                                              19h
  • 9 – quarta-feira          SÃO PEDRO                                                        19h
  • 11 – sexta-feira          IPORANGA                                                          19h
  • 12 – sábado                 BAIRRO DA SERRA                                           19h
  • 14 – segunda-feira     ANDRÉ LOPES                                                    19h
  • 15 – terça-feira          PEDRO CUBAS / PEDRO CUBAS DE CIMA   19h
  • 16 – quarta-feira       SAPATU                                                                19h
  • 17 – quinta-feira        BARRA DO BATATAL                                        19h

reis de fumaça no Vale do Ribeira

 

Posted in Espetáculos | Tagged , | Leave a comment

A Copa vista da cozinha – leituras no Feijão

Parte do trabalho desenvolvido no projeto Pensar o impensável, querer o impossível, o Núcleo A Copa vista da cozinha, com coordenação de Pedro Pires, apresenta em junho a leitura dos textos produzidos pelo grupo sobre o tema.

O núcleo

Grupo livre de autores que tem como tema a Copa do Mundo a partir de um ponto de vista diferente. Desvinculado, ou ainda em contraponto, às grandes ações da Copa como um grande negócio internacional, ou ainda, brasilianamente falando, como um grande negócio público-privado, este grupo produziu textos em gêneros diversos que serão apresentados numa programação especial na sede da companhia durante a Copa do Mundo. As leituras serão realizadas pelo núcleo artístico da companhia e atores convidados.

Textos/autores do projeto: Seis vezes nada/Fernanda Campos, Oportunidade única/Flávio Goldman, São só mais dois minutos e meio/Franz Kepler, Bolão/Mário Viana, Dora/Pedro Bento, Futebol parece muito com a vida/Rafael Augusto, Copacabana/Raul Neto e Caso Contado/Zernesto Pessoa.

  • quando: 16 de junho às 20h
  • quanto: grátis
  • onde: Companhia do Feijão – R. Dr. Teodoro Baima 68 – República – (11) 3259.9086
Posted in Encontros abertos, Grupos de estudo | Leave a comment

Encontros com Leonencio Nossa

Como parte das atividades de nosso Núcleo Bico do Papagaio, que investiga a Guerrilha do Araguaia e guerras desconhecidas brasileiras, recebemos em maio para dois encontros abertos ao público o premiado jornalista e escritor Leonencio Nossa, reconhecido por suas pesquisas e reportagens sobre conflitos bélicos nacionais.

  • Encontro Guerrilha do Araguaia
  • quando: 16 de maio, sexta, às 19h
  • onde: Companhia do Feijão – R. Dr. Teodoro Baima 68 – República
  • Encontro Guerras desconhecidas do Brasil do século XX
  • quando: 18 de maio, domingo, às 15h
  • onde: Instituto de Artes da UNESP – sala 411 – Rua Dr. Bento Teobaldo Ferraz 271 – Barra Funda
Posted in Encontros abertos, Grupos de estudo | Leave a comment

SR. JOÃO com – UM ESPETÁCULO ABSOLUTO no Feijão

A trupe de artistas portugueses sr. joão traz a nosso espaço sua mais recente criação:um espetáculo absoluto, sobre um sonho que extingue os que o sonham, e onde o conflito das personagens está na relação entre a inércia da paz interior do espectador com a sua nata capacidade de esquecer tudo o que vê e ouve.

um espetáculo absoluto

  • criação e Interpretação: Óscar Silva, Pedro Barreiro, Ricardo Silva e Silvana Ivaldi
  • quando: sábados às 21h30 e domingos às 20h30 – até 1º de junho
  • quanto: R$ 20 e R$ 10
  • onde: Companhia do Feijão
  • informações e reservas: (11) 9.6757.6092

um espetáculo absoluto Sr.Joãoum espetáculo absoluto Sr.joão_2

Posted in Espetáculos | Leave a comment

DA INSPIRAÇÃO À TRANSPIRAÇÃO – encontro com Pedro Pires

Encontro livre que acontece na sede da companhia no dia 7 de abril, Da inspiração à transpiração traz à discussão dois textos de Mário de Andrade – O artista e o artesão e Atualidade de Chopin. Com condução de Pedro Pires, serão buscadas pontes entre as questões estéticas e éticas discutidas pelo autor e pensador brasileiro e o Ofício do Ator. A atividade faz parte do núcleo De mim já nem se lembra – os bons exemplos concretos, coordenado por Pedro Pires (ver post abaixo para mais informações sobre os núcleos).

  • quando: 7 de abril, segunda, às 19h30
  • onde: Companhia do Feijão – R. Dr. Teodoro Baima 68 – República
Posted in Encontros abertos, Grupos de estudo | Leave a comment

Mostra Direitos Humanos – 24 a 30 de março

Mostra Direitos Humanos

Posted in Geral | Leave a comment

NÚCLEOS TEMÁTICOS 2014 – novo projeto em andamento

Dentro do novo projeto artístico da companhia contemplado pelo Programa de Fomento – Pensar o impensável, querer o impossível -, apresentamos as linhas gerais de nossos 7 novos núcleos temáticos de estudos e trabalhos práticos, já iniciados. Todos os núcleos deste novo projeto preveem atividades complementares como oficinas, grupos de estudos, encontros livres, palestras, leituras, exibições de filmes e mostras cênicas, a serem divulgadas neste espaço. Veja a seguir:

 1: Núcleo A Copa vista da cozinha – projeto relâmpago

coordenação de Pedro Pires

Grupo Livre de autores que tem como tema a Copa do Mundo a partir de um ponto de vista diferente. Desvinculado, ou ainda em contraponto, às grandes ações da Copa como um grande negócio Internacional, ou ainda, brasilianamente falando, como um grande negócio público-privado, este grupo produz textos (nos formatos de contos, crônicas e cenas teatrais) que serão apresentados numa programação especial na sede da companhia durante a Copa do Mundo (junho de 2014). Para participar basta se inscrever pelo e-mail abaixo, enviar textos, participar das leituras e discussões virtuais do grupo e entrar na agenda dos encontros presenciais (a serem agendados).

2: Núcleo De mim já nem se lembra – Os bons exemplos concretos

coordenação de Pedro Pires

Trabalhos dramatúrgicos e de construção cênica baseado na obra De mim já nem se lembra, de Luiz Ruffato, e nas obras e biografias de Patrícia Galvão (Pagu) e Maurício Tragtenberg, colocando o trabalhador em foco e as ideias e as pessoas que estiveram e se posicionaram do seu lado – os bons exemplos que nos foram legados. Este núcleo é integrado por atores e dramaturgos.

3: Núcleo Bico do Papagaio

coordenação de Fernanda Haucke

Estudos e experimentos cênicos a partir de histórias obscuras ou fatos nebulosos da história nacional, tendo como base duas frentes de pesquisa: Guerrilha do Araguaia e Guerras desconhecidas do Brasil do século XX. O núcleo trabalha com as linguagens não verbal e narrativa, estabelecendo também parcerias com outros artistas e coletivos envolvidos em pesquisas semelhantes.

  • encontros: frente Araguaia: terças-feiras das 18h às 22h                                                                    frente Guerras desconhecidas: quintas-feiras das 15h às 19h
  • contato: guerrilha@companhiadofeijao.com.br

4: Núcleo A conta do vigário

coordenação de Zernesto Pessoa

Estudos teóricos e práticos a partir do dinheiro como ficção social, desde a moeda e a posse em si até questões específicas, como a da dívida externa brasileira. Núcleo formado por atores e dramaturgos em busca de uma dramaturgia autônoma.

 5: Núcleo E o palhaço… Pode ser?

coordenação de Guto Togniazzolo e Flávio Pires

Exploração das possibilidades das linguagens do palhaço e circense quando inseridas no âmbito épico, a partir de um estudo da sucessão de movimentos artísticos voltado à concepção de movimento e evolução, a transgressão e o politicamente incorreto. Núcleo interno à companhia, com oficinas abertas a interessados.

6: Núcleo Lopes Chaves 546 – correspondências e poemas

coordenação: Vera Lamy / ator convidado: Rodrigo Mercadante

Estudos e construções cênicas a partir de poemas e correspondências de Mário de Andrade: forma e significação da palavra em paralelo com o estudo físico e técnico na elaboração cênica do poeta que diz o poema. Temas: o poeta e a cidade, o nacionalismo e a grandeza épica. Núcleo igualmente interno à companhia, com oficinas abertas a interessados.

7: Núcleo Ditirambos Brasileiros

coordenação: Flávio Pires

Grupo formado exclusivamente por nosso núcleo artístico, para o prosseguimento de investigações musicais e revisitação do repertório musical de nossos espetáculos, tendo como foco o aprimoramento técnico de execução e criações cênico-musicais.

Posted in Atividades de formação, Encontros abertos | Leave a comment

ARMADILHAS BRASILEIRAS reestreia em São Paulo

ARMADILHAS Brasileiras

Após circulação por seis capitais brasileiras, reestreia na sede da companhia em São Paulo o espetáculo Armadilhas Brasileiras, em temporada gratuita incluída em novo projeto contemplado pelo Programa de Fomento ao Teatro. Veja no post abaixo um resumo das principais atividades do projeto.

ARMADILHAS BRASILEIRAS

Sinopse – Artistas de um grupo de teatro estão em processo de criação de uma peça sobre a crise econômica mundial de 1929 e suas consequências para os trabalhadores brasileiros. Durante o ensaio, porém, surge entre os atores (que também são os autores da peça) um conflito sobre os rumos da história, com questionamentos antagônicos sobre conteúdos e formas de representação. O acirramento deste embate de opiniões leva a um “golpe cênico”, que muda a história que vinha sendo contada e traz ao foco da discussão o próprio fazer artístico.

  • Elenco: Fernanda Haucke, Fernanda Rapisarda, Flávio Pires, Guto Togniazzolo e Vera Lamy
  • Argumento e Direção: Pedro Pires
  • Dramaturgia: Pedro Pires e Zernesto Pessoa
  • Cenário: Fernanda Aloi e Pedro Pires
  • Figurinos: Daniel Infantini e Guto Togniazzolo
  • Direção musical: Flávio Pires e Lucas Vasconcelos
  • Músicas: núcleo artístico da companhia e Lucas Vasconcelos
  • Iluminação: Pedro Pires e Zernesto Pessoa
  • Criação em vídeo: Leandro Goddinho
  • Fotos: José Romero
  • Projeto gráfico: Ieltxu Martínez Ortueta
  • Produção e assistência geral: Paulo Reis
  • Colaboração artística: Brava Companhia, Cia. Antropofágica, Denise Namura, Engenho Teatral, Francisco Zmekhol Nascimento de Oliveira, José Antônio Pasta Jr., Luiz Ruffato, Michael Bugdahn, Nuno Ramos, Sérgio de Carvalho e Walter Garcia
  •  Local: Companhia do Feijão
  • Temporada: 18 de janeiro a 17 de março de 2014 – em 24 de fevereiro não haverá espetáculo devido à interdição da Rua Teodoro Baima para a apresentação da Banda Redonda
  • Horários: sábados às 21h, domingos e segundas às 20h
  • Ingressos: grátis – distribuição por ordem de chegada, sem possibilidade de reserva – bilheteria aberta uma hora antes das apresentações
  • Classificação etária: 14 anos
  • Duração: 120 minutos
  • Capacidade: 50 lugares
  • Endereço: – R. Dr. Teodoro Baima 68 – República
  • Telefone: (11) 3259-9086
Posted in Armadilhas brasileiras, Espetáculos | Leave a comment