Filme VIÚVAS, do ÓiNóis Aqui Traveiz, no Feijão

mostra

A Tribo de Atuadores ÓiNóis Aqui Traveiz, de Porto Alegre, em parceria com o paulistano Grupo Pombas Urbanas, traz ao espaço da Companhia do Feijão o filme Viúvas, performance sobre a ausência. A atividade faz parte da Mostra Conexões para uma arte pública do grupo gaúcho, que promove o encontro entre grupos teatrais de Porto Alegre, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo. Após a exibição acontecerá um bate-papo sobre o trabalho do grupo.

Viúvas, performance sobre a ausência mostra a encenação homônima realizada pelo ÓiNóis na Ilha do Presídio – situada entre as cidades de Porto Alegre e Guaíba – nas ruínas do presídio onde foram encarcerados presos políticos no período da ditadura civil-militar no Brasil. O espetáculo faz parte da pesquisa teatral do grupo sobre o imaginário latino-americano e sua história recente. Partindo do texto Viúvas, de Ariel Dorfman e Tony Kushner, “Viúvas” mostra mulheres que lutam pelo direito de saber onde estão os homens que desapareceram ou foram mortos pela ditadura que se instalou em seu país, numa alegoria sobre o que aconteceu nas últimas décadas na América Latina, e a necessidade de manter viva a memória deste tempo de horror, para que não volte a acontecer.

  • quando: 20 de dezembro, sábado, às 15h
  • ingressos: gratuitos
  • onde: Companhia do Feijão – Rua Dr. Teodoro Baima 68 – República – (11) 3259-9086

veja abaixo a grade completa

grade

Posted in Encontros abertos | Tagged , | Leave a comment

Palhaços na Praça da República

Querendo permanecer incógnitos, os integrantes do Núcleo Palhaços da Companhia do Feijão suplicaram ao redator deste informe que não divulgasse data, horário ou local de uma intervenção pública surpresa que realizarão como parte de seu atual projeto de pesquisa de linguagem. Assim, atendendo ao pedido, que fique bem claro que não haverá palhaços em ação na Praça da República, no dia 16 de dezembro próximo, terça-feira, mais ou menos às 16h. Não é pra ninguém ir.

Posted in Apresentações artísticas | Tagged , | Leave a comment

Espetáculo argentino SUDADO no Feijão

flyer-sudado

Posted in Espetáculos | Tagged , , | Leave a comment

Documentário OSVALDÃO no Feijão

flyer-osvaldão

Posted in Encontros abertos | Tagged , | Leave a comment

MANUELA em ensaio aberto no Feijão

O espetáculo Manuela, atualmente em processo de criação pelo Núcleo Lopes Chaves da companhia, realizará no dia 21 de novembro um ensaio aberto seguido de debate com o público.

Manuela é baseado na correspondência trocada por Mário de Andrade com intelectuais e artistas brasileiros, personificada por reflexões e narrativas de sua máquina de escrever, por ele batizada de Manuela. Após a apresentação serão debatidas as relações entre o projeto nacional de Mário de Andrade e sua poesia e correspondência.

  • criação e atuação: José Romero, Rodrigo Mercadante e Vera Lamy
  • quando: 21 de novembro, sexta, às 20h
  • ingressos: gratuito
  • onde: Companhia do Feijão – R. Dr. Teodoro Baima 68 – República – (11) 3259.9086
Posted in Encontros abertos | Tagged , | Leave a comment

Cia do Tijolo encerra CALDO MUSICAL

Encerrando a temporada do Caldo musical de 2014, teremos neste sábado 1 de novembro a presença da Cia. do Tijolo em nossa sede.

Caldo musical é um espaço da Companhia do Feijão para manifestações cênico-musicais de grupos e artistas independentes convidados, com repertórios originais de espetáculos e também composições autônomas.

A apresentação acontece após o espetáculo Pálido colosso, no sábado, por volta das 22h, com ingressos gratuitos.

Posted in Apresentações artísticas | Tagged , , | Leave a comment

CALDO MUSICAL no Feijão

Caldo musical é um espaço da Companhia do Feijão para manifestações cênico-musicais de grupos e artistas independentes convidados, com repertórios originais de espetáculos e também composições autônomas. As apresentações acontecem durante a temporada de Pálido colosso, sempre aos sábados, após o espetáculo, por volta das 22h30, com ingressos gratuitos.

No dia 4 integrantes das companhias do Feijão e do Tijolo abrem a programação com Pequenas Esperanças, uma reunião depoimentos de autores infanto-juvenis sobre suas descobertas no período da ditadura, acompanhados de canções da época.

Nos sábados seguintes se apresentarão Cia. Antropofágica (dia 11) e Engenho Teatral (dia 18). Acompanhe a programação semanalmente neste espaço.

Posted in Apresentações artísticas, Espetáculos | Tagged , , | Leave a comment

PÁLIDO COLOSSO reestreia na MOSTRA 15 + 1

Dentro do projeto em curso pelo Programa Municipal de Fomento ao Teatro – Pensar o impensável, querer o impossível –, a Companhia do Feijão prossegue com a Mostra 15 + 1, trazendo no dia 27 de setembro (sábado) a reestreia de Pálido colosso, em curta temporada.

PÁLIDO COLOSSO

pálido colosso - foto de dênis arrepolInspirado em acontecimentos da história política recente do país e em experiências pessoais de seus criadores, Pálido colosso propõe um repensar sobre as escolhas feitas por cada um de nós no decorrer dessa história. Numa espécie de cabaré “degenerado” uma sucessão de quadros em gêneros diversos relembra fatos da ditadura aos dias de hoje.

Ao mesmo tempo em que a história política do país é abordada em esfera abrangente, memórias pessoais de cada um dos integrantes da companhia pontuam o espetáculo, apontando sempre para a alienação proporcionada pelo sistema e para a perda da inocência no decorrer de todo o processo político brasileiro desde os anos 60.

Pálido colosso estreou em 2007 como resultado do projeto de pesquisa Por que a esquerda se endireita – um estudo da alma brasileira contemporânea.

Os experimentos cênicos foram basicamente divididos em três frentes: memória pessoal dos atores, releitura de textos teatrais representativos das últimas cinco décadas de nossa história e um diversificado conjunto de materiais que inclui conteúdos jornalísticos, obras literárias e musicais, além de ensaios sobre a realidade brasileira contemporânea, sempre dentro de uma abordagem que se poderia chamar de “desconstrutiva”.

  • Com: Fernanda Haucke, Fernanda Rapisarda, Flávio Pires, Guto Togniazzolo, Pedro Pires e Vera Lamy
  • Textos: Companhia do Feijão
  • Direção e Dramaturgia: Pedro Pires e Zernesto Pessoa
  • Direção Musical: Dagoberto Feliz e Flávio Pires
  • Cenário e Ambientação: Petronio Nascimento
  • Iluminação: Pedro Pires e Zernesto Pessoa
  • Figurinos e Maquiagem: Carol Badra e Guto Togniazzolo
  • Adereços: Guto Togniazzolo
  • Produtor executivo e contrarregragem: Paulo Reis
  • Classificação etária: 12 anos
  • Duração: 100’
  • Temporada: 27 de setembro a 3 de novembro de 2014
  • Dias e horários: sábados, domingos e segundas às 20h
  • Ingressos: gratuitos – distribuição por ordem de chegada diretamente na bilheteria, aberta uma hora antes das apresentaçõe (19h)
  • Local: Companhia do Feijão – R. Dr. Teodoro Baima 68 – República – (11) 3259.9086

Trechos de críticas

“…Pálido Colosso nos faz rir das próprias tragédias.” (Ana Luisa Vieira / Carta Capital)

“Há temas e subtemas interessantíssimos em Pálido Colosso. (…) …não há dúvida de que este trabalho espelha uma vocação genuína para a investigação dos dilemas contemporâneos.” (Mariangela Alves de Lima / O Estado de S.Paulo)

“Cada olho voltado para o palco (…) mostra um brilho particular de quem viveu, de alguma maneira, aquela história. São olhares de quem concorda e de quem discorda, de quem viveu e de quem leu nos livros do colégio, de quem agiu exatamente da mesma maneira que o personagem e de quem batia nas pessoas que agiam daquela maneira… tudo, menos olhar de espectador puro e indiferente.” (Juliene Codognotto / Revista Bacante)

Posted in Espetáculos | Tagged , | Leave a comment

NONADA – últimas apresentações no Feijão

Nonada - foto José Romero (22)_bxDentro do projeto em curso pelo Programa Municipal de Fomento ao Teatro – Pensar o impensável, querer o impossível –, a Companhia do Feijão traz à sua sede no segundo semestre uma mostra gratuita de dois espetáculos de seu repertório: Nonada e Pálido colosso.

A mostra, intitulada 15 + 1, em alusão ao 16º aniversário da companhia, tem, para além da intenção comemorativa, o objetivo de revisitar dois trabalhos anteriores que contribuem diretamente como alicerce para as questões desenvolvidas no projeto atual.

Além dos espetáculos, serão programados encontros, seminários e apresentações musicais durante as temporadas, a serem divulgados neste espaço.

NONADA – 9 de agosto a 15 de setembro de 2014 – nos dias 6, 7 e 8 de setembro não haverá espetáculo

Fora de um tempo ou lugar, Nonada conta como o dono de uma espécie de circo do mundo dos mortos manipula um personagem desmemoriado, levando-o a descobrir sua trágica origem – na época da escravidão. A revelação surge de um perverso jogo de gato e rato por uma labiríntica trajetória de encontros com personagens de várias outras épocas posteriores, mas que ainda trazem, marcados em seus comportamentos, as heranças, os vícios sociais de relação daquele período. Concebido a partir das “memórias” destes personagens inspirados em Machado de Assis, Mário de Andrade e Clarice Lispector, o espetáculo foi criado tendo como referência os processos de “modernização conservadora” e da “sociedade do favor” como geradores de uma possível identidade brasileira (onde os limites entre o eu e o outro se confundem gerando relações passionais e perversas).

Nonada estreou em 2006 a partir da pesquisa Um lugar chamado Brasil – sua história a partir das almas de suas personagens. Para a composição do espetáculo foram realizados estudos cênicos de obras e autores literários representativos de diferentes períodos históricos brasileiros a partir de dois princípios que tem norteado as criações da companhia: intersecção entre os estudos históricos sobre a formação de nossa sociedade – e seus indivíduos – e as obras literárias que os interpretam artisticamente; e o desenvolvimento de técnicas narrativas como base do trabalho criativo do ator.

Ficha técnica

  • Elenco: Fernanda Haucke, Fernanda Rapisarda, Flávio Pires, Guto Togniazzolo, Pedro Pires e Vera Lamy
  • Direção e Dramaturgia: Pedro Pires e Zernesto Pessoa
  • Direção musical: Julio Maluf e Flávio Pires
  • Cenografia: Petronio Nascimento
  • Figurinos: Carol Badra
  • Iluminação: Eric Nowinski e Zernesto Pessoa
  • Música original: Flávio Pires, Julio Maluf, Pedro Pires, Vera Lamy e Walter Garcia
  • Produção executiva: Paulo Reis
  • Classificação etária: 12 anos
  • Duração: 65’
  • Temporada: 9 de agosto a 15 de setembro de 2014 – nos dias 6, 7 e 8 de setembro não haverá espetáculo – por motivo de força maior
  • Dias e horários: sábados, domingos e segundas às 20h
  • Ingressos: gratuitos – distribuição por ordem de chegada diretamente na bilheteria, aberta uma hora antes das apresentaçõe (19h)
  • Local: Companhia do Feijão – R. Dr. Teodoro Baima 68 – República – (11) 3259.9086

Trechos de críticas

“A Companhia do Feijão vem criando trabalhos que estão entre os mais importantes na cena paulistana dos últimos anos.” (Kil Abreu / Revista Bravo!)

“Do cordão umbilical à corda no pescoço, a talentosa Companhia do Feijão fabula a tragédia brasileira.” (Valmir Santos / Folha de S.Paulo)

“[A Companhia do Feijão] em poucos anos adquiriu prestígio e cativou espectadores. … [Nonada é] inovação melancólica, quase desesperada, da trivialidade do sofrimento.” (Mariangela Alves de Lima / O Estado de S.Paulo)

Posted in Espetáculos | Tagged , | Leave a comment

ARMADILHAS BRASILEIRAS no Engenho Teatral

armadilhas brasileiras no engenho teatral

Posted in Armadilhas brasileiras, Espetáculos | Tagged , , | Leave a comment